terça-feira, 5 de junho de 2007

Ai o amor...

O J. anda há uns tempos a pedir para mudar de escola. Preocupo-me com este pedido, mas não o demonstro, porque ao J. é preciso dar-lhe a volta.
- Então porquê? - pergunto sempre.
- Porque não tenho nenhum amigo! - responde
Faço-lhe ver que não é assim como ele diz, que este, aquele e o outro gostam muito dele, até brincam muitas vezes juntos e lá por se "desaguizarem" de vez em quando, não quer dizer que deixem de ser amigos. É assim entre os adultos, não podia deixar de ser também com as crianças.
Hoje o J. voltou à carga com a história de mudar de escola.
-Então porquê? - pergunto novamente.
- Porque não tenho nenhum amigo! - repete-se a resposta.
- Mas afinal porque é que ninguém é teu amigo? - replico.
Responde que todos o gozam por causa da sua paixão pela H., todos se riem porque ele gosta muito dela e ainda se "abispam" a dizer que ele é feio e não vai ter nenhuma hipótese de ficar com ela.
Escusado será dizer que quem lhe faz estas agradáveis observações são os concorrentes à mesma miúda...
- Pois estão redondamente enganados. Tu és muito bonito, tens uns lindos olhos azuis e falas muito bem, tens conversas muito interessantes. Acredita que é isso que as meninas gostam!
- Ó mãe, mas porque é que ela não aceita namorar comigo???
Oh meu Deus, eu que já me resignei com meu namoro precoce com o pai dos meus muitos, desde os meus 14 anos e os 15 dele, tenho agora que explicar ao meu filho que os seus 8 anos de idade ainda lhe vão dar oportunidade de fazer muitas escolhas na vida, no caso que lhe interessa, na sua vida amorosa?!!!
Resta-nos as palavras de apoio da irmã que lhe disse que "isto de ser criança é mesmo assim. Hoje gostamos de alguém, amanhã já podemos não gostar. Estamos a crescer e a conhecer-nos melhor uns aos outros."
(Onde é que eles aprendem estas coisas...)
- Olha, se eu não fosse tua irmã, quem casava contigo era eu, porque tu és muito bonito e és o meu melhor amigo!!!

(Ufff...chegamos à escola!)

1 comentário:

Alice disse...

Ai, ai - acho que um dos meus objectivos enquanto mãe é conseguir que a minha filha tenha a "esperteza" suficiente para dar a volta a este tipo de situações por que todas as crianças passam durante toda a escolaridade... Eu não me desenvencilhava muito bem (daí que perceba perfeitamente!), mas o que é certo é que qualquer puto com sentido de humor suficiente dava a volta por cima a tudo. É que a mãe tem mesmo razão - elas gostam é de quem saiba falar:)