quinta-feira, 12 de julho de 2007

A porta voz da moral

Só podia ser a L., é claro!
Aquela miúda tem tanto de teimosa como de apaziguadora, moralizadora, que às vezes até me parece que vai ser atinada daquela cabeça.
Então estávamos nós há dias num daqueles serões animados, cheios de aventura e emoção, que deixariam acanhado o próprio Indiana Jones, a tentar que o G. comesse a sopa toda antes das 22h, que já estava quase a transformar-se num iceberg de tão fria que ficou, e depois de muitas (demasiadas) ameaças de castigo, quando a L. se sai com o seguinte discurso, que passo a citar:
"Ó mãe tu castigas-nos para nos dares a educação. Nós vamos de castigo para aprendermos a não fazer mal. Ir de castigo serve para nós pensarmos que aquilo que nós fizemos está errado e que se fizermos outra vez, voltamos a ficar de castigo, por isso é melhor não fazer. Enquanto não aprendemos tens que nos pôr sempre de castigo. Eu quando vou de castigo porque fiz mal ao J., vou para o quarto e fico a pensar que fiz mal e arrependo-me.
Nós temos que ter educação para quando formos adultos termos maneiras. Se nós tivermos maneiras podemos casar e ter uma família. Só com uma família é que nós somos felizes!"

6 comentários:

celia disse...

Ainda há quem pense que os miudos estão distraidos ou que caem em saco furado os ralhetes dos pais.

Boa L., absorves lindamente os ensinamentos da mãe.

celia disse...

Sopa às 22h? quase que é a ceia...

Cá em casa a essa hora já se dorme há algum tempo.

isabel disse...

Também aqui quando a coisa corre bem...o que não foi o caso daquele dia!

GRAÇA disse...

Quem me dera ter uma L.,ou uma M. ou de qualquer outra letra. Como sabe tenho um D. e um M., que não têm esta sensibilidade ( têm outras como jogar futebol e outras que tais que quase trepam pelas paredes). Eu bem queria mas, dado o meu indice de produtividade, o meu marido só de falar em outro filho até se arrepia, pois pensa que poderia ter 2L`s ou 2M`s ou assim... ...

Bjs Graça

Dina disse...

A minha princesinha apanha tudo, muito perspicaz a miuda..
Beijo

D.

Alecrim disse...

Um bocadinho simplista a visão das maneiras e da família, mas tratando-se de uma criança nem está mal visto.