sábado, 1 de setembro de 2007

Grande Empresa

Enquanto eu e a minha irmã vamos preparando o nosso "quiosque", os meus filhos resolveram criar a sua própria empresa, por iniciativa do J..
As tarefas foram distribuídas e os salários fixados.

A L. e o G. são ambos colaboradores, a L. na investigação (dever andar perto do chamado estudo de mercado) e o G. na execução das tarefas. O J., obviamente, é quem manda no estaminé!
- Eu sou o Gestor! - diz ele - E vou pagar aos meus empregados 1 € por mês.
(Não começa bem o rapaz, a investir tão miseravelmente no trabalho da classe operária...)


Quando os vi assim a trabalhar, de forma tão entusiástica, lembrei-me de uma outra menina que, em criança, dizia sempre:
- Quando eu for grande, vou ser Gestora de uma grande empresa!
Coincidência ou não, o que é facto é que essa menina é agora minha sócia naquela que esperamos que seja uma grande, grande empresa.

2 comentários:

Dina disse...

As crianças têm sempre razão :)
bj

APO disse...

:)