sexta-feira, 30 de maio de 2008

menina menina

Pela Páscoa, a L. recebeu da madrinha uma bolsa cheia de anéis e pulseiras e brincos...e uma série de coisas que ela não sabia sequer para que serviam.


Já no seu "traje de noite", que é como quem diz, de pijama vestido depois de banhinho tomado, resolveu usar todo aquele arsenal feminino e passear-se pela casa a agitar os braços e o pescoço, só pelo gozo de ouvir o tilintar das contas.


Parecia que queria entender porque é que as meninas acham tanta piada àqueles enfeites todos, se é pela cor, pelo brilho ou simplesmente pelo prazer de ouvir aquilo tudo a mexer.
Uma mãe vaidosa não lhe basta, que bem se esforça por enfeitá-la moderadamente e contagiar-lhe o gosto pelos fios e os trapos.


Ainda consegui registar o momento, antes de ela se despir da indumentária e voltar às brincadeiras com os irmãos.


Hoje, que até foi de saia para escola, disse-me pelo caminho:


- Ó mãe, podias ter mais uma menina!!! Era tão bom! Assim ela podia ir brincar comigo para a casinha quando tu tens coisas para fazer! Vá lá mãe, pensa nisso, podia ser, não podia?!

Estes desabafos, de uma fêmea entre machos, que se vê "à rasca" para ser menina, põe-me as hormonas aos saltos!



Vou me sentar ali a um canto a ver se passa...

4 comentários:

Celia disse...

Senta-te com o R. e passados 9 meses já passou! Boa? :)

Rita disse...

Como eu te entendo! A minha também anda sempre a por e tirar colares, pulseiras, anéis, e agora até deu para se pintar!

Quanto a uma mana, a rapariga tem razão, e sabe falar-te ao coração ;))

Olha que 4 não custam mais que três... se é que me faço entender...
;))

Um Abraço!

Marta Mourão disse...

O sarilho é se ao tentares ter uma menina sai mais um macho :D

Carla Morais disse...

Estava a pensar exactamente o mesmo que a Marta! :-D