terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

o melhor presente


Ao calor da lareira, com um dvd a passar que ninguém via, ou se calhar ouvia, os mais pequenos desfrutavam do seu brinquedo mais precioso, os irmãos.
Às escolinhas, a L. ensinava o G. a contar, mostrava-lhe as cores e indicava-lhe as formas. E dizia que estava tudo "Muito bem!!!"
É por estes e por outros momentos que sei que o melhor presente que lhes podemos dar foi, a cada um, dois irmãos.

8 comentários:

Tagarela disse...

Penso exactamente o mesmo!

Além de que nós é que somos os complicados na hora de escolher prendas e brinquedos - as crianças são muito mais simples e não precisam de muito...

Tudo de bom!

Lou* disse...

Não me imagino sem irmã.. passamos muito tempo a brincar juntas e temos 5 anos de diferença.
Ainda hoje somos que nem unha e carne, apesar da distância.
Não precisamos de falar para nos entendermos e muitas vezes a nossa linguagem é assim meia estranha para quem nos ouve de fora :)
Espero vir a dar um irmão ou irmã à minha filhota.

Celia disse...

Plenamente de acordo!
Cá em casa, depois da euforia momentanea na abertura de mais um presente o que querem é a companhia uns dos outros.
Continuo a ouvir delas, ainda bem que tenho os meus irmãos!!!
E isso é suficiente para me encher a alma.

SóSaias disse...

E venha mais um :))

Mónica disse...

Concordo inteiramente contigo!
Neste preciso momento estão os 3 calmamente a brincar às mercearias,num sossego absoluto.

Tereclopes disse...

Sem dúvida nenhuma Isabel, e eu que o diga...
Beijinhos

Elsa disse...

Meninos sortudos :)

Eva Lima disse...

Acontece-me o mesmo muitas vezes.