quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Quem tem pai...







Diz o povo que quem tem pai (ou mãe?) tem tudo!


Acrescenta o meu pai que quem não tem...é órfão!


Digo eu que quem tem o meu pai tem todos os livros e revistas que alguém jamais poderá imaginar!


E pronto, limpou mais uns alfarrabistas, à procura de bordados ou de Ravel (para o músico), avisando-o que, se não fizesse a conta com uma caneta "de escrita fina", tinha o inferno garantido!!!

De um bom comprador, já se aceita qualquer graça...

5 comentários:

graça disse...

Olá Isabel

Dado que, infelizmente, já perdi o meu há dezoito anos. P.F. informe o seu pai que estou pronta para adopção, caso seja necessário envio referencias.

Obg
Graça

Fátima disse...

Pois bem, Graça, até compreendo o seu comentário. Acontece que terá que tirar o ticket e esperar vez.
É que com todo o Amor e respeito que tenho aos meus pais, os dois felizmente ainda bem presentes na minha vida, se possível fosse escolher outro par de progenitores, estaria eu em primeiro lugar. Até me chamo Costa, também.
A bem da verdade, há uns anos a esta parte sinto-me bem adoptada por este magnífico casal, sempre atento, disponível, pronto a acolher um desabafo, enfim, é naquela casa que me sinto um bocadinho filha. Para ti, Isabel, que entendes.

Mãe das M&M's

Concha disse...

que sorte!o teu pai desencanta verdadeiros tesouros do mundo feminino :)

Brikebrok disse...

Que preciosidades !

Alice disse...

caneta de "escrita fina"? :)
Eu entro logo a regatear, mas para a próxima vou usar essa expressão!