sexta-feira, 7 de dezembro de 2007

:(

Custa-me menos ouvir dizer que o meu filho foi mal educado, rebelde, irreverente, irrequieto do que triste.

Não consigo suportar essa tristeza.

Sei cuidar dele, aliviar-lhe as dores de barriga, tratar as marcas das quedas, preparar-lhe a comida que mais gosta e ajudá-lo a estudar.

Sei brincar, construir legos e montar playmobil, só não consigo aliviar-lhe a tristeza.

Não consigo sequer perceber o que tanto o entristece, se a incapacidade de lidar com as suas próprias frustrações, se a falta de confiança, se algo mais ao fundo onde não consigo chegar.

Quando me apercebo de alguma fragilidade, ninguém me segura e vou até onde posso ir e se calhar onde também não posso.

Faço tudo o que a uma mãe é permitido, mas não lhe consigo aliviar a tristeza.

Choro, por tudo e por quase nada.

Mas não aguento ouvir dizerem-me que o meu filho é um menino triste...porque eu também sei disso e o meu amor não chega para lhe aliviar essa tristeza...

7 comentários:

ritacor disse...

Não acredito que ele seja um menino triste... tendo uma mãe como tu :)
Se calhar são fases...

Um Grande beijinho com muita alegria para vocês *

Catarina disse...

Olá Isabel!quero felicitar o seu blog, gostei muito do seu cantinho:):)
Em relação a tristeza do seu filho é bom saber se são dias ou se ja dura algum tempo porque se for esse o caso eu no seu lugar leváva-o a um psicologo, sei de casos de amigas minhas que os filhos com as mães não falam e com os terapeutas já dizem tudo e a maior parte das vezes são situações na escola.
muitos beijinhos e muitas felicidades aí para casa.

Lou* disse...

Faz parte da vida ter um momento menos alegre. Todos os temos não é assim? Faz parte da pessoa que somos e do crescimento que se vai fazendo ao longo da vida.
Não te preocupes com isso (c omo se tivesses opção :( ) lembra-te que além de mãe podes ser sua amiga mas nunca te esqueças de respeitar a sua privacidade e reconhecer-lhe a sua personalidade.
Um beijinho para os dois.

alice disse...

Eu espero que seja uma fase, Isabel.
Concordo com a Catarina que diz que provavelmente é por causa de uma situação na escola, porque em casa é impossível!!!

Se calhar porque tenho muito presente que nem sempre me dei bem na escola (entenda-se socialmente), percebo o peso que isso pode ter na disposição de uma criança mais sensível, levando-a ao ponto da tristeza, que às vezes parece improvável em crianças pequenas.

Eu sei que vais encontrar solução. Muitos beijinhos para todos.

tm disse...

Compreendo perfeitamente o teu sentimento, ver um filho triste não é nada fácil. Mas de certeza que é apenas uma fase... e a alegria do teu menino vai voltar rápido.

Bjs

claudia disse...

Compreendo como te deves sentir de mãos atadas! é com certeza uma fase, e juntos vão encontrar a saída!

;)

APO (Bem-Trapilho) disse...

mas foi sempre assim? se calhar tem mesmo uma personalidade taciturna. Mas já pensaste em levá-lo a um psicologo? se for mesmo tristeza é melhor pedir ajuda a um profissional.