segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

ainda a tempo...



Quase que não chegava a tempo de me despedir do ano velho, este que foi um ano muito novo para mim.


Aconteceu este espaço, meio ao acaso, meio em socorro por uma mudança urgente nos meus dias e que agora se preenchem com o carinho de quem aqui passa. Aqui fiz novos amigos, mesmo sem lhes conhecer o rosto e fiquei mais próxima dos que já conhecia.


Aconteceu o quiosque, que realizou um sonho antigo e vem consolando uma paixão de sempre.


Aconteceu ver os meus muitos crescerem, com preocupações de ontem, alegrias de amanhã e recordações de todos os dias.


Do Natal ficaram os sorrisos dos meninos, ao abrirem os presentes ao ritmo das adivinhas a que tinham que responder (e o G. a reclamar, porque não estava a perceber nada!!!).


Pela primeira vez, colocamos os presentes por baixo da árvore, depois de esclarecer que afinal o Pai Natal não vinha da Lapónia nem entrava pela chaminé da sala.


Não foi nenhuma onda desmancha prazeres, mas razões imperiosas de educação não consumista, depois de ouvir dizer...


- O que é que te incomoda se o presente custa muito dinheiro, não és tu que compras, é o Pai Natal...?!



E mais uma vez passamos (eu e o pai, naturalmente) o serão do Natal de rabo para o ar, a montar as construções que lhes oferecemos, a ler livros de instruções, a aparafusar peças e a evitar que algumas vão parar à lareira, com a mesma música de fundo...


- Já está!!!
- Está quase...




Porque as cartas de Natal foram abertas, encontramos uma surpresa bem à medida dos meninos: uma história em que cada um deles é o protagonista, com detalhes adequados aos amigos que o rodeiam, aos seus gostos e preferências.

- Como é que eles sabiam que e não gosto de bacalhau?





- Pois é, eu sou do Porto (FCP)!!!



- Ah, as minhas melhores amigas chamam-se assim?!!







No dia de Natal já se reúne a tribo toda, quando chegam os meus irmãos, e eu já posso ser um bocadinho filha...


Agora aqui a doceira tem que ir para ali fazer umas rabanadas... ;)
Bom ano novo!

2 comentários:

CresceNet disse...

Gostei muito desse post e seu blog é muito interessante, vou passar por aqui sempre =) Depois dá uma passada lá no meu site, que é sobre o CresceNet, espero que goste. O endereço dele é http://www.provedorcrescenet.com . Um abraço.

SóSaias disse...

Os miúdos dizem com cada uma :) Era bom que fosse o pai natal a pagar as prendas todas, era era!...
Feliz 2008 para ti e para os teus muitos Isabel. Também fizeste parte do meu ano :)