segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

embalagem familiar




Esta é uma das preocupações quando vamos às compras: encontrar embalagem familiar dos ziliões de produtos que enchem o nosso carrinho de compras.

Mas isto do formato económico, não passa de mera publicidade ou ilusão de quantidade, porque a dose nunca chega, mesmo com 20% extra e grátis, dizem eles.

As espetadas são 4, os bifes são 4, até os iogurtes são 4 por embalagem. Quando são 5 deita por fora, está visto.

Para os fãs dos douradinhos, já há embalagem familiar, que embora não dê conta certa, depois de distribuir 6 para cada um (dos 3), ainda sobra peixe dentro do saco.

Talvez o defeito esteja mesmo nas bocas dos muitos, que não se ficam pelo menu infantil, nem com a ilusão do brinquedo. Os pratos ficam vazios e as travessas só voltam à cozinha com a salsa e as azeitonas. E o melhor é dar ao garfo, senão nem o nosso prato fica a salvo...

Ao Domingo, que sabe tão bem não fazer jantar, as crianças reclamam por um jantar de comida, comida mesmo, porque os crepes do lanche e as torradas com leite já não consolam e a canalha é de sustento!

E ainda que pareça estranho, o prato preferido deles é atum, com batatas cozidas, feijão frade e ovo...a seguir às batatas fritas, naturalmente, porque eles não são nenhuns extraterrestres!






3 comentários:

Marta Mourão disse...

Mas olha que encontrar embalagens para solteiros também não é nada fácil! :)

Joana disse...

E aqueles casos, em que 1 gosta de arroz, outro de massa e outro de batatas? E que se agradamos a todos não saimos da cozinha. E se agradamos a cada um à vez nunca temos um jantar sem birras? Isso a mim parece-me uma benção... :-)

Celina disse...

Tens um mimo lá no meu blogue. Beijinhos