quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

Dragão

-É para tu pores no computador.






E eu pus, com muito gosto!



No banco de trás do carro, nas salas de espera, no banho ou ao deitar, o J. fala-me assim:



- Sabes porque é que eu gostava de ser filho único?! Porque é difícil partilhar o teu amor.
(...)
- Estou mais feliz agora, não há nada que me ponha triste.
(...)
- Vou clicar num botão em ti para tu parares um pouco...andas muito cansada!



Numa overdose de elogios e agrados, sedento de admiração e reconhecimento.
Eu vou fazendo a minha parte!

7 comentários:

GRAÇA disse...

Olá Isabel
Parece-me que terminou o "menino que apelidou de triste " e surgiu um novo menino. Grande noticia para este inicio de ano.
Bjs
Graça

Carla Morais disse...

Que querido, este filho! E essa mãozinha delicada desenha muito bem! :-)

Tereclopes disse...

Filho de artista é o que dá ...muito bonito o dragão do J.
Ainda bem que a fase da tristeza está a passar, fico feliz por vocês.
Beijinhos

Mónica disse...

O J. desenha muito bem, belo dragão!
Fico muito feliz por vocês.
Bj

Belém disse...

Uau, que mãozinha ele tem para o desenho. E além disso é um amor para a mãe. Como é que não te hás-de sentir a mãe-dos-muitos-mais-feliz-do-mundo?

saloia disse...

:)
Que querido menino, ele é!
(meu clube):D

Joana disse...

que lindo dragão!